Rommel Werneck
"Então, não mais, nunca mais despertar!""
Textos

 

LADO OBSCURO

 

 

 

Lado obscuro no dorso branco e nu...

Ah! Que carne vestida de alvo leite!

Nos teus músculos mui quero deleite

A lascívia que lambe o lírio cru...

 

Tu tens asas sombrias de urubu...

Pois se tu me revelas claro enfeite,

Não, não há, luz, portanto, que se deite

No tecido mais lúgubre que és tu!

 

Tudo corre entre sombras e mais luz...

O teu corpo de Cáucaso, algo impuro,

Ao terrível negrume me conduz!

 

Tu és nívea luxúria, Sol no escuro,

O mais cândido luto que reluz

Porque é vida raiada o lado obscuro!

 

 

2009

 

Texto premiado e publicado no concurso Encantos do Brasil pela extinta Madio Editorial em 2010. 

Imagem: Nu Masculino

Artista: Eliseu Visconti

Rommel Werneck
Enviado por Rommel Werneck em 21/03/2022
Alterado em 21/03/2022
Comentários
Site do Escritor criado por Recanto das Letras